Bellatrix Residencial para Idosos

Testes realizados na Universidade de Leeds, no Reino Unido, descobriram que substâncias químicas encontradas no vinho tinto e no chá verde podem “quebrar” a proteína causadora do Mal de Alzheimer.

Os autores da pesquisa explicam que a doença capaz de degenerar o cérebro começa quando os neurônios são intoxicados por uma proteína produzida pelo próprio corpo, a beta-amiloide. Por meio de testes, os pesquisadores afirmam que o resveratrol — substância encontrada na semente das uvas e no vinho tinto — teve capacidade de modificar o formato dos aglomerados de beta-amiloide. No chá verde, a substância que conseguiu remodelar os aglomerados foi o galato de epigalocatequina (EGCG, na sigla em inglês).

Esse estudo representa um importante passo para, principalmente, se entender o início da doença e assim poder reverter o quadro ainda em estágio inicial.

O mal de Alzheimer é a principal causa de demência em idosos, leva à morte e…

View original post mais 46 palavras