Mais um atleta da Adefilp garante ouro em Londres


Alan Fonteles, à esquerda

 

Mais um atleta da Adefilp garante ouro em Londres

Alan Fonteles acelerou e fez o que parecia o impossível e desbancou o favoritismo de Oscar Pistorius. Foi uma medalha de ouro histórica para o Brasil nas Paralimpíadas.

Alan cruzou a linha de chegada com o tempo de 21s45, à frente dos 21s52 do sul-africano. O bronze ficou com o americano Blake Leeper, que fez 22s46.

O paraense teve as duas pernas amputadas com apenas 21 dias de vida, por conta de uma série de manifestações graves causadas por uma infecção intestinal. Em Marabá, sua cidade natal, Alan passou a se interessar por atletismo quando tinha apenas oito anos. A vontade de correr era tão grande que o garoto começou a treinar com as mesmas próteses de madeira que usava para andar, totalmente inadequadas à prática esportiva.

Mas Alan persistiu e, pouco depois de ganhar o primeiro par de próteses de fibra de carbono, chegou à primeira Paralimpíada, em Pequim. Com apenas 16 anos, o paraense ficou em sétimo nos 200m T44 e viu o ídolo Pistorius levar o ouro com um recorde paralímpico. A medalha de prata no revezamento 4x100m, no entanto, já indicava que Alan estava apenas começando uma promissora carreira nas pistas mundiais.