todo mundo é poeta


 

Eu fui poeta. Mas eis que, entre 2007 e 2009, tive a oportunidade de organizar (junto com a minha esposa Carol), o Sarau da Rua, que começou na Toten, depois foi pro Ateliê Sca&Laz, depois pra Casa da Cultura. E tenho a honra de dizer que descobri vários poetas de verdade. E parei de escrever. 

 

Este foi o último poema que eu escrevi , em julho de 2009, antes do Sarau que teve a Marli Montoro como convidada. 

 

 

Boa leitura.

Força sempre!

 

Todo Mundo é Poeta

 

Todo mundo

Por mais santinho que seja

Que nunca tenha bebido

Um golinho de cerveja,

Pelo menos um dia

Já quis andar de bicicleta

E por mais santinho que seja

Que não saia da porta da igreja

Nos seus sonhos mais loucos

Já foi poeta

 

 

 

Todo mundo

Por mais bonzinho que seja

Que nunca tenha roubado

do bolo, a cereja

e que nunca vira sem dar seta

por mais bonzinho que seja

que nunca tenha ficado

da cor da cereja

nas suas rebeliões mais íntimas

já foi poeta

todo mundo

por mais certinho que seja

um dia acelera o coração

e beija…

e ama e sonha

e brinca de ser profeta!

e por mais certinho que escreva

um dia coloca uma frase

na ordem indireta

e sem que se perceba

todo mundo é poeta