Música de Mensagem, Música de Protesto!


 

A Plebe Rude talvez tenha sido a melhor banda da história do rock brasileiro. Talvez, por isso, seja uma das menos conhecidas. De uma forma de outra (ou em consequência desta forma), os roqueiros de Brasília que deixavam o Aborto Elétrico no chinelo eram os senhores da verve. O governo, a ditadura, as eleições, a educação, o capitalismo, a TV… nada no universo escapou de uma crítica afiada e atroz. 

 

Simplesmente impossível é a tarefa de selecionar uma música de protesto da Plebe Rude. Todas as músicas da Plebe Rude são de protesto. 

 

Mas, cometerei a ousadia de escolher duas. A primeira delas, “Até quando esperar” é a mais famosa. Ou seja, se você frequentou algum bar de rock nos anos 1990 (data limite pra existência do rock nacional, depois disso ele simplesmente acabou), mesmo que odeie rock, já deve ter ouvido essa música. 

 

 

 

A segunda música que eu escolhi é uma crítica ao sistema de imposição de regras pelo governo. Uma letra que, segundo os próprios integrantes, não envelhece nunca.