Corinthians treina hoje na Argentina e Tite já confirma escalação


O Corinthians já está na Argentina e ainda hoje faz o treino de reconhecimento do gramado da Bombonera. E o técnico Tite já antecipou a escalação. Sem surpresas, a única alteração à equipe que eliminou o Santos, no Pacaembu, é a volta do atacante Emerson, que cumpriu suspensão. Liedson continua no banco de reservas.

 

O que o torcedor pode esperar do jogo?

Tudo.

 

O Boca Júniors é um time que sabe jogar de qualquer jeito, tanto pressionando como sendo pressionado. E quem dita esse ritmo é Riquelme, como fez fora de casa, contra a Universidad de Chile, quando o time argentino manteve a posse de bola, gastou o tempo e conseguiu uma série de chances nos contra-ataques. Sem dúvida, um adversário respeitável.

 

Riquelme é o “número 1” do 4-3-1-2 do Boca Jrs

 

Mas não é imbatível. Como bem disse o Tite, o Corinthians tem que jogar do jeito que vem jogando – “não vou inventar fórmula mágica agora”, declarou à imprensa ainda hoje. O time deve manter a compactação dos setores e a intensidade na marcação. Mais do que nunca, marcar e jogar será fundamental, coisa que o time tem feito muito bem, com a boa fase de Ralf e Paulinho.

Ralf contra Riquelme e Paulinho contra Ervitti serão os duelos mais comuns e a presença de área de Danilo pode ajudar. Jorge Henrique deve inverter com Emerson e voltar pela esquerda com Roncaglia, que apoia melhor que Rodríguez.

 

O Boca do técnico Julio Falcioni joga no 4-3-1-2, fechando a linha defensiva com três volantes que marcam e jogam. Riquelme é o ‘número 1’ do esquema, Mouche é perigoso no contra-ataque e Santiago Silva funciona como pivô e cabeceador. Os zagueiros Schiavi e Caruzzo podem levar perigo em bolas paradas.